Isenção de Imposto de Renda: 5 investimentos sem burocracia

No mundo das aplicações financeiras, um dos maiores objetivos é diminuir ao máximo os gastos e custos com um investimento. Uma forma de alcançar esse objetivo é aplicar em...
isencao de imposto de renda

No mundo das aplicações financeiras, um dos maiores objetivos é diminuir ao máximo os gastos e custos com um investimento. Uma forma de alcançar esse objetivo é aplicar em investimentos com isenção de Imposto de Renda.

Obviamente, essa intenção é para que os rendimentos desse investimento tenham um ganho ainda maior. Mas será que isso realmente acontece?

 

Quais são as opções de investimentos isentos?

No total existem 5 opções de investimento isentos:

  • Letras do Crédito Imobiliário: as LCIs possuem lastro no crédito imobiliário, ou seja, financiam as operações no setor imobiliário. São excelentes opções para quem deseja segurança. Elas são garantidas pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito) em até R$ 250 Mil;
  • Letras do Crédito Agrícola: as LCAs são parecidas com as LCIs e possuem a mesma segurança. Porém, seu lastro está no crédito ao agronegócio;
  • Certificado de Recebíveis Imobiliários: os CRIs possuem a mesma destinação de crédito das LCIs (Setor imobiliário). Diferindo apenas em relação ao o emissor do papel (Securitizadoras) e no valor inicial de aplicação (geralmente maior). Sua remuneração pode ser pré-fixada, flutuante (DI, Selic), TR, TJLP ou por Índice de Preços;
  • Certificado de Recebíveis do Agronegócio: CRAs possuem a mesma estrutura dos CRIs, porém financiam o agronegócio;
  • Debentures de Infraestrutura: é uma opção bastante rentável. As debentures são títulos emitidos por empresas que necessitam de recursos financeiros para investir em seu próprio crescimento. São empresas que desenvolvem projetos de infraestrutura para o país. Por isso, são incentivadas com a isenção de Imposto de Renda sobre seus papéis, incentivando investidores a financiar seus projetos.

Bônus: além das citações acima, uma sexta opção é Fundo imobiliário. Essa modalidade só é um pouco diferente, pois a isenção de Imposto de Renda é dada apenas no rendimento mensal. No resgate da aplicação, acaba tendo dedução de imposto sobre o rendimento.

 

Então, Investimentos Isentos são a melhor opção?!

Uma das principais dúvidas de quem está começando a investir é “afinal, investimentos isentos são a melhor opção”?

A resposta dessa pergunta talvez seja a que as pessoas menos querem ouvir: Depende!

 

Dica do Primo Rico: se você está começando a investir agora, mas ainda tem algumas dúvidas, é só clicar na imagem aqui embaixo. A gente separou um material bem legal para você começar a enriquecer e sem medo 😉

E-book-Iniciantes

 

Antes de realizar qualquer decisão de investimento, precisamos primeiro analisar quais são os aspectos fundamentais de cada um, que são:

  • Prazo;
  • Rentabilidade;
  • Custos envolvidos.

É fato que as opções isentadas do leão possuem um custo efetivamente menor, se comparado com as demais.

Porém, ao compararmos diferentes aplicações, podemos observar que esse benefício nem sempre é o mais vantajoso.

 

Prazo vs. Rentabilidade

A lógica de quem empresta deve ser: quanto mais tempo você ficar com meu dinheiro, mais deverá me pagar. Você provavelmente sabe disso por que essa lógica é a principal fonte de lucro dos bancos, por exemplo.

Quanto a investimentos, não é muito diferente. Afinal, estamos emprestando dinheiro para alguém com alguma finalidade preestabelecida.

Sendo assim, quanto mais tempo deixarmos o dinheiro com o tomador, maior será o rendimento sobre o capital investido.

Entretanto, geralmente, investimentos com isenção de Imposto de Renda possuem períodos de curto prazo. Mesmo os mais extensos, dificilmente rendem acima do CDI.

No longo prazo então, opções com rentabilidades acima do CDI se tornam mais atraentes. Tais como:

  • CDBs;
  • Tesouro Direto;
  • LCs, entre outros.

É possível que a aplicação de longo prazo receba um retorno maior, mesmo com a tributação vigente.

É muito importante reconhecer o seu perfil de investidor e ter em mente suas necessidades do curto ao longo prazo. Se investirmos para longo prazo visando superar o CDI, mas precisarmos desse valor antes do previsto, por exemplo. Podemos nos prejudicar bastante por essa falha.

Temos que analisar e planejar muito bem cada passo antes de investirmos. Dependendo dessa analise, identificaremos a melhor opção para investir e amenizar cada vez mais os riscos.

Obs.: referente a investimentos que não são isentos de IR, vale lembrar que quanto maior o prazo da aplicação, menor é o IR sobre o rendimento.

A tabela regressiva do Imposto de Renda é a seguinte:

 

Aliquota de IR

 

 

Quando devo optar por Investimentos com isenção de Imposto de Renda?

Para quem é mais experiente no mercado de investimentos, é mais fácil identificar as vantagens e desvantagens de aplicações tributadas.

Mas pra quem ainda não tem uma boa experiência, deixa que o Primo aqui vai te explicar.

Quando a disponibilidade de prazo for menor, opções livres do leão tornam-se mais interessantes. Então curto prazo combina mais com investimentos isentos.

Mas fique atento. É sempre importante optar por investimentos que paguem a maior porcentagem possível do CDI, a fim de obter retorno favorável. Uma boa assessoria é fundamental para tal escolha.

 

Se houver isenção de Imposto de Renda, me livro de declarar o total aplicado?

Não, Investimentos isentos devem ser declarados, pois fazem parte do patrimônio do investidor.

Todos os bens devem ser informados, na realidade. A isenção sobre algumas aplicações não livra os montantes da fiscalização da Receita Federal. Isso aumenta o risco de você cair na Malha Fina.

Curiosidade: você sabe o motivo dos investimentos que citamos serem isentos de tributação?

O governo utiliza a isenção como atributo para incentivar os investidores a “financiar” o desenvolvimento do país. Se você parar para reparar, os setores que os investimentos citados aqui no artigo se enquadram são:

  • Imobiliário;
  • Agrícola;
  • Infraestrutura.

Estes setores são a base da nossa economia nacional. Investindo neles, você está também ajudando o país a se desenvolver. Por isso, você se isenta no Imposto de Renda nesse quesito. Olha só como nosso governo é fofo.

 

Agora, me conta uma coisa: você já investiu / quer investir em alguma aplicação isenta de Imposto de Renda? Conta aqui embaixo para nós e aproveite para tirar suas dúvidas.

Deixe aqui o seu comentário

comentários

Categories
Taxas e Conceitos

Relacionados