Análise de ações e 5 vantagens para seus investimentos

Caro leitor do O Primo Rico, é muito provável que você já tenha ouvido falar sobre o termo análise de ações. Também já deve ter se perguntado “pra que serve esse...
Análise de ações

Caro leitor do O Primo Rico, é muito provável que você já tenha ouvido falar sobre o termo análise de ações. Também já deve ter se perguntado “pra que serve esse negócio e como ele pode me ajudar ao investir em ações?”. Bom, você está no lugar certo para encontrar essa resposta.

Leitor, como toda pessoa preocupada com sua saúde, já deve ter ido ao médico fazer o famoso check up algumas vezes (se você não foi, o que está esperando!?). Nele o clinico geral realiza uma bateria de exames, cruza seus resultados e através dele faz um diagnóstico seu, relativo a sintomas no seu corpo e então diz se você está saudável ou não e lhe fornece recomendações sobre como aprimorar o seu estado atual, para ter um resultado melhor no próximo exame.

Bom, a Análise de Ações é muito similar a isso! Mas no caso,você é o médico e o paciente é a empresa que estamos analisando. Através de uma série de levantamentos de dados nós podemos analisar qualquer empresa e dizer se ela é saudável ou não. Ainda mais, podemos dizer o que a deixaria com uma carinha melhor e considerar um investimento futuro em seus ativos, caso ela demonstre estar seguindo o caminho que previmos.

É óbvio que o foco aqui são os investimentos em empresas na bolsa de valores, mas podemos sempre realizar a análise focando em investimentos de private equity, ou até para a sua empresa própria, caso você seja empreendedor.

Mas afinal de contas, como podemos ganhar dinheiro com isso?

 

1 – Garantindo Segurança Através da Análise de Ações.

Voltando ao exemplo do médico, sabemos que o doutor pode atuar com certeza do que está falando apenas quando ele tem o resultado de todos os exames em mãos. Desde a primeira consulta até o diagnóstico final, ele tem uma vaga ideia do que o paciente possa ter, mas nunca terá qualquer garantia de estar pensando no ponto certo, antes de ver os resultados.

Temos uma situação semelhante ao olharmos para as empresas na bolsa. Podemos ser investidores gabaritados e termos um conhecimento exacerbado da situação de cada um dos ativos na nossa carteira, mas nunca poderemos garantir com segurança o futuro deles sem ter um embasamento técnico mínimo.

É justamente nesse ponto aonde a Análise de Ações atua. Através de documentos como o Balanço Patrimonial, o Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE) e etc. podemos levantar uma série de dados relevantes para tirar conclusões embasadas sobre a saúde da companhia em questão. Podemos ver se ela está gastando bem seus recursos, se as vendas andam bem, se ela tem capital de giro o suficiente para pagar suas dívidas, se ela vem reinvestindo em seu negócio e expandindo, etc.

Ou seja, esses documentos nos mostram se o coração da empresa bate com saúde (ou se o colesterol vem atacando), se em seus pulmões entra um ar puro (ou se ela fuma) e se seu corpo se move com disposição (ou como um sedentário). Assim podemos tomar decisões com mais confiança e mais assertividade. Não vamos acertas 100% das vezes (nem acertaremos totalmente), mas podemos nos assegurar de eventuais desastres (ou ganhar com eles) e nos antecipar frente a mudanças de ritmo econômico.

 

2 – O Oráculo Dos Analistas

Leitor, você não está aqui por acaso. Você é uma pessoa muito bem informada e que se mantém antenado. Por isso mesmo sei muito bem que você conhece a figura de Warren Buffet. Se não conhece, saiba você que o senhor Buffet deve sua incrível fortuna e sucesso empresarial às bases da análise de ações. É dito que ele é um dos investidores que mais toma seu tempo ao ser ofertado uma oportunidade. No entanto, também sabemos sobre sua incrível capacidade analítica e seu ótimo faro para bons negócios. Afinal de contas não é todo mundo que desembolsa mais de 30 bilhões de dólares em um único investimento.

Warren Buffet faz tudo isso utilizando-se da incrível capacidade que a análise de ações tem de antever o futuro de uma empresa. Como temos o conhecimento sobre sua saúde atual e de seus resultados no passado, temos consciência de como ela pode vir a se comportar no futuro. E não estamos falando apenas do futuro próximo.

Imagine que você está pensando em investir capital em uma empresa de informática. Sabemos como o mundo da tecnologia funciona. É muito comum uma empresa inovadora se destacar no cenário com um produto diferenciado e se estabilizar como a detentora de uma vantagem que pode perdurar durante vários anos. Como a análise de ações pode nos auxiliar a determinar um investimento nessa empresa.

Ainda nesse exemplo, digamos que a empresa esteja desenvolvendo um novo chip para computadores, algo que aumentará a capacidade de processamento de várias máquinas na produção de certo produto. Bom, não temos como saber como o desenvolvimento desse chip anda, mas através de um olhar cauteloso em seus demonstrativos, vemos que ela vem direcionando uma quantidade grande de capital em pesquisa e desenvolvimento. Através disso podemos esperar que ela esteja trabalhando com tudo nesse chip, mas ainda assim isso é o suficiente para nos antevirmos? Como ela é uma empresa de tecnologia, a área de pesquisa e desenvolvimento é essencial para o seu crescimento. Sendo assim, mesmo não tendo qualquer conhecimento sobre o estado do chip, podemos concluir que, caso a empresa demonstre estabilidade através de seus outros indicadores contábeis, ela pode representar um bom investimento no longo prazo.

 

3 – Um Bom Termo de Comparação.

Acredito que como eu você já deve ter passado por aquele momento aonde temos nosso primeiro contato com o mundo das ações. Abrir um Home Broker e pensar “Meu Deus, o que é tudo isso e como saber aonde colocar o meu dinheiro?”. É natural se sentir sobrepujado por todas as diferentes opções e situações do mercado de ações, mas pode ter certeza de que a análise de ações pode te ajudar a se situar.

Muitas vezes o problema pode não ser a indecisão com base no todo, mas sim pensando em alguns exemplos. O que eu quero dizer é, em caso de dúvida entre um ativo ou outro, como podemos saber em qual deles nosso dinheiro trará mais retorno, ou até, qual deles tem mais chance de desvalorizar?

Através de uma série de análises quantitativas e qualitativas, envolvendo margem de lucro, margem de retorno, e etc. podemos ter uma boa ideia sobre qual aplicação pode nos dar um retorno mais garantido com o tempo, qual ativo pode nos propiciar um risco baixo frente a um retorno considerável, qual empresa pode nos dar retorno x no prazo y e por aí vai.Sem os dados concretos dos DRE´s e dos balanços das empresas, seria impossível ter qualquer grau de comparação entre elas, que não seu histórico passado. E olha que existe um ditado no meio dos investimentos “histórico não garante rendimento”.

 

4 – Analisando em Grupo. Percebendo Tendências do Setor.

Quando falamos de empresas e ações é muito comum falarmos de setores definidos, para categorizarmos um grupo de empresas que atuam em um meio similar. Por exemplo, no Brasil temos o setor de mineração e siderurgia que é composto pela Vale, pela CSN, pela Gerdau, pela Samarco e assim por diante. Nós separamos essas empresas nesse grupo, pois sabemos que todas elas são afetadas por fatores similares, como variação cambial, flutuação no preço do minério de ferro, questões logísticas e outras mais.

A análise de ações pode nos auxiliar na percepção mais clara desses fatores. Através dos resultados obtidos de nossa análise, é sempre possível cruza-los com indicadores macroeconômicas e segmentá-los de acordo com o que vemos. Logicamente essa é uma estratégia que faz mais sentido quando aplicada à um grupo de empresas e não a apenas uma. Afinal de contas precisamos realizar o levantamento levando em conta os efeitos que um dado aspecto macroeconômico tem em todas as empresas de um determinado setor.

Por exemplo, podemos perceber os efeitos do aumento da cotação do minério de ferro, ao identificarmos um aumento na receita de uma empresa mineradora. Ou podemos apontar o que o dólar causou no balanço desta mesma em presa e caso diversas outras companhias tenham um comportamento similar, podemos dizer que elas se encontram setorizadas.

Mas afinal de contas no que isso nos ajuda? É simples, através da setorização de empresas, temos agora a capacidade de tomar decisões mais ágeis, apenas tendo em conta os dados macroeconômicos de um dia. Se estávamos realizando a análise de uma empresa mineradora e detectamos que futuramente o câmbio ou o minério de ferro sofrerão alguma variação, devemos reavaliar a situação para adequar o cenário futuro.

Afinal de contas, quando vamos ao médico realizar um exame, nos é perguntado de certos hábitos alimentares e de estilo de vida, ou seja, informações que podem ser relevantes para o diagnóstico médico. Se identificamos certas exposições ao risco de uma empresa, dado o seu setor, temos que levar isso em consideração na hora das nossas aplicações.

 

5 – Está Caro ou Barato? Dando o Preço Certo!

Por fim, o último ponto relevante que gostaria de ressaltar para a nossa análise de ações, pode te dar uma grande vantagem em relação ao mercado na hora de investir! Afinal de contas, quem poderá dizer que conhece as empresas melhor do que você, que fez todos os levantamentos importantes?

Ao olharmos no nosso Home Broker, vemos que os preços das ações são completamente inconstantes. Se olharmos agora podemos ver um certo ativo a 9 reais, mas minutos depois ele pode estar a 9,15 ou 8,45, dependendo do decurso das notícias do dia, que podem afetar o setor daquela empresa, ou a empresa em si. Agora, uma coisa é certa, toda essa especulação que ocorre em volta dos preços dos ativos pode acabar tirando eles de seus valores corretos. Afinal de contas, a análise de ações nos dá uma visão bem exata do quanto uma empresa vale.

Sendo assim, podemos ter plena consciência do valor correto de um ativo e agir de acordo. Vamos à um exemplo. Certo dia percebemos que a empresa Petrobrás demonstrou uma grande estabilidade em seus ativos. Ela vem desempenhando bem, seus compradores vem pagando em dia e seu caixa se manteve constante durante todo o ano, resultando em lucro no final do fechamento. Mas de todo jeito uma notícia explodiu no começo do dia e ela dizia que um imposto viria a ser aplicado à empresas petrolíferas, dentro de 2 meses. Sendo assim, o preço da ação começou a cair vertiginosamente. Estranho, não é? A empresa demonstra estabilidade e confiabilidade no longo prazo. É muito provável que ela reverterá essa situação do novo imposto, pois tem um caixa cheio e uma operação bem estruturada, mas mesmo assim as ações caíram. Bom, como um investidor bem munido de informações você sabe que isso não passa de um pânico momentâneo e adquire algumas unidades do ativo da empresa. Meses depois, após um novo balanço muito positivo, o valor dos ativos voltam a crescer e você vende suas ações com lucro na operação!

 

– Pare Por Aqui e Reflita.

Hoje vimos algumas vantagens que você obtém utilizando-se da análise de ações. É uma vantagem competitiva que você adquire frente ao mercado. Ela pode aumentar a segurança dos seus investimentos em ações, pode ajudar você a prever certos acontecimentos de mercado, abrindo a possibilidade de novos trades, assim como direcionar melhor o seu capital de investimento.

Nunca se esqueça de conferir se o seu assessor ou consultor está bem informado em sua atividade. Se ele não utiliza esse tipo de análise para te guiar em seus investimentos, converse com ele e estabeleça uma carteira mais adequada para a situação do momento.

Caso você ainda não esteja sendo orientado, cheque nossa assessoria gratuita! Confira, não custa nada (literalmente).

Deixe aqui o seu comentário

comentários

Categories
Renda Variável - Ações

Relacionados