Investimentos seguros: onde aplicar seu dinheiro na crise

É possível encontrar alguns investimentos seguros, que garantem uma boa rentabilidade e um baixo risco. É exatamente sobre isso que falaremos neste post de hoje. Tem uma grana sobrando...

É possível encontrar alguns investimentos seguros, que garantem uma boa rentabilidade e um baixo risco. É exatamente sobre isso que falaremos neste post de hoje.

Tem uma grana sobrando e não sabe o que fazer com ela? Tem medo de aplicar, investir e acabar tomando um prejuízo? Confira algumas opções de investimentos seguros para que você saiba qual é a melhor opção de acordo com suas preferências!

Certificado de Depósito Bancário (CDB)

Nessa modalidade de investimento seguro, é como se você — o investidor — emprestasse seu dinheiro ao banco e fosse remunerado por esse serviço, os chamados rendimentos. O banco, por sua vez, utiliza esse dinheiro para emprestá-lo a outros clientes.

Certamente, a taxa cobrada desses clientes é maior do que a que será paga a você, de forma a garantir o lucro do banco, mas é ela que garante o seu rendimento após determinado período. Esse é um dos investimentos seguros que se equivalem à poupança em termos de risco (muito baixo), pois conta com a garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Contudo, os rendimentos do CDB podem chegar ao dobro do que é oferecido pela poupança.

Letra de Crédito Imobiliário (LCI)

Esses títulos também são emitidos pelos bancos, porém são destinados a financiamentos imobiliários. Normalmente os aportes — como chamamos as contribuições — solicitados são mais elevados, mas é possível encontrar bancos que permitem que investidores apliquem quantias menores.

Os rendimentos desse investimentos seguro são bem variados, por isso, é importante pesquisar bem as taxas de rentabilidade oferecidas, pois pode haver outro tipo de aplicação tão segura quanto esse, porém mais rentável. O risco também é o mesmo da poupança, com garantia do FGC.

Uma opção também isenta de IR é o conhecido Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA). O Pedro Bianchini, assessor de Investimentos e um dos autores do site Thera Investimentos explica bem o que é o produto aqui nesse link.

Tesouro Selic

Este investimento seguro era conhecido até um tempo atrás como LFT. Ele é um título público negociado pela plataforma do Tesouro Direto.

A taxa Selic é a taxa básica de juros, utilizada pelos bancos para basear a cobrança de suas taxas. Esse título utiliza a Selic para pagar seus investidores durante o período da aplicação.

O risco é baixíssimo, menor até do que o da poupança, visto que é o Governo quem o emite e a possibilidade de calote é bem remota. Na pior das hipóteses, o governo pode emitir papel moeda para conseguir honrar esses compromissos. O que garante a rentabilidade do investidor.

Imóveis

Se você ainda não confia nesses investimentos seguros que citamos acima, é possível optar pela aplicação em imóveis. Mas atenção: com a crise, os juros ficam altos e comprar um imóvel financiado não é a melhor opção — o ideal, no caso, é realizar a compra à vista, caso você possua grana suficiente para isso.

Realizando o pagamento à vista, é possível conseguir bons descontos e lucrar posteriormente, quando os preços dos imóveis voltarem a subir. Também é possível utilizá-lo para alugar e garantir uma renda fixa mensal.

É possível optar por investimentos seguros, como a poupança, mas com uma rentabilidade bem superior, basta saber qual é o risco e o nível de retorno que se deseja obter. Caso precise, procure ajuda de um profissional confiável que pode orientar você a respeito da escolha mais adequada de acordo com o seu perfil de aplicação.

O que achou desse artigo? Frequentemente, postamos artigos, como este, relacionados a finanças. Assine a nossa newsletter e fique por dentro das novidades que aparecem por aqui em primeira mão!

Deixe aqui o seu comentário

comentários

Categories
Renda Fixa

Relacionados