O que fazer quando a Bolsa de Valores cai?

Antes de qualquer coisa, vamos ter que tomar um choque de realidade. Quem quiser alcançar o sucesso com investimentos no Mercado Acionário, precisa saber antes que a Bolsa de...
bolsa de valores

Antes de qualquer coisa, vamos ter que tomar um choque de realidade. Quem quiser alcançar o sucesso com investimentos no Mercado Acionário, precisa saber antes que a Bolsa de Valores cai.

Como o ditado diz: “quanto maior a altura, maior é a queda”. E uma hora vai cair, mesmo! Mas isso não é nenhum impedimento para que sejam feitas as aplicações nesse tipo de mercado. Muito pelo contrário, na verdade é uma ótima oportunidade. 

Dica do Primo Rico: Quer descobrir o que diferencia um investidor simples de um ótimo investidor? É só dar uma olhada nesse vídeo que fiz especialmente sobre esse assunto.

 

 

Porque a Bolsa de Valores oscila?

As oscilações no mercado de investimentos acontecem por que o mundo todo está em constante alteração.

Ok, essa resposta é muito genérica. Para ser mais claro então, vamos pensar que muitos países, atualmente, estão demasiadamente dependentes uns dos outros. De forma que um supre a necessidade do outro e ambos crescem juntos.

Mas vamos trazer isso pro nosso microambiente. Vamos pensar que somos uma empresa do agronegócio, com ações negociadas em bolsa e importamos soja para o Reino Unido.

Entretanto, por algum motivo, houve uma crise econômica no Reino Unido que diminuiu drasticamente a demanda de soja.

Isso com certeza afetará nossa empresa – e muitas outras no mundo todo. Os investidores que acompanham tais notícias e são nossos acionistas identificariam instantaneamente a ameaça de seus lucros pararem e começarem seus prejuízos.

Seguindo o exemplo, se uma ação da nossa empresa fosse comprada por R$ 30 e desvalorizasse para R$ 25. O acionista teria um prejuízo de mais de 16% sobre nossa ação e tudo por causa da crise no Reino Unido.

Consequentemente, a chance de tirarem esses recursos da nossa empresa é muito alta. Essa atitude diminuiria ainda mais o valor da minha empresa, que refletiria também no preço da ação.

Além desse motivo então, pode haver alterações por conta da economia nacional, rumores e notícias ou por motivos próprios da empresa.

 

Fique atento, mas não se desespere

Aqui no Brasil, a BM&FBOVESPA é a principal Bolsa de Valores e comercializa ativos de diversas empresas com capital aberto. Ela possui uma ação indexada com as empresas mais negociadas na bolsa chamada Ibovespa. As ações do Ibovespa são chamadas de iShare BOVA11, que são um tipo de ETF.

É muito comum essa ETF sofrer alterações constantes e terminarem o dia em Queda ou em Alta. Isso quer dizer que a ação sofreu uma  desvalorização ou valorização, respectivamente. Essas alterações acontecem por causa do valor das empresas pertencentes a essa ETF, que também sofrem alterações constantes no valor de seus ativos.

Sendo assim, se um dia a bolsa registrar uma queda de 10% por exemplo, quer dizer que a média dentro dessas ações resultou em uma queda de 10%. Isso não quer dizer que todas as empresas desse índice registraram queda.

Pode ser que uma empresa em específico tenha registrado um aumento de 5% e outra tenha registrado uma queda de 15%. Sua média então seria 10%.

O mais importante é que a ação que você está investindo está valorizando. O resto, não importa.

Outro detalhe é manter a calma, pois o mercado acionário é muito bom para longo prazo. Portanto, se a sua ação começar a ter uma queda, não se sinta totalmente prejudicado.

Defina um Stop Loss razoável e construa uma boa estratégia para seu dinheiro. O mercado sempre varia mesmo e geralmente no longo prazo, os ganhos são maiores que as perdas.

Mas lembrando, é altamente recomendável ter uma assessoria de investimentos para trabalhar com o mercado de ações.

 

Análise Técnica

A análise técnica é importantíssima para identificarmos indicadores técnicos, realizar análise de gráficos e prospectar seus ganhos.

É uma ferramenta primordial para ganhar dinheiro em curto prazo (horas, dias, semanas ou meses). Com ela, se torna mais fácil compreender padrões de comportamento e de tendências.

Como já sabemos, o mercado é regido pela Oferta e Demanda e comandado por pessoas. Portanto, a irregularidade entre o que é ofertado e o que é demandado torna o mercado altamente volátil.

Essa irregularidade é resultante do comportamento que compradores e vendedores reagem a situação macroeconômica do país ou as notícias.

Para concluir esse tópico, vamos resumir a análise técnica como:

  1. Um estudo que identifica os padrões de comportamento e tendências de mercado.
  2. Resultados probabilísticos e estatísticos sobre os compradores e os vendedores.
  3. Possibilita ter uma ideia melhor de quando se deve comprar ou vender um ativo.

O Primo Rico tem 3 artigos especiais para você entender a importância na Análise Técnica e saber tudo sobre o tema:

 

A Bolsa de Valores caiu: e agora?

Tendo claro todos os aspectos da análise técnica, vamos ao próximo ponto: saber o que fazer quando a bolsa cai. Como dito antes, é normal que o mercado oscile.

Na verdade, essa oscilação é o ideal. Se a estabilidade nas aplicações em papéis fosse constante, não lucraríamos e o mercado não movimentaria.

Então, se você se deparar com a queda da bolsa de valores, não se preocupe. Analise e estude até que ponto esse comportamento vai permanecer, aguarde se estabilizar e em seguida, invista!

As ações são mensuráveis por meio de suporte e resistência, que são faixas de preços “limite” para compras e vendas. Claramente, esses limites funcionam perfeitamente quando não passamos por crises econômicas ou quebras da Bolsa de Valores.

Observando o comportamento de uma ação então, durante um período de tempo relevante, podemos identificar qual é o valor limite que esse ativo chega.

O suporte é o limite na queda desse ativo, onde pressiona o mercado a comprar novamente esse ativo e voltar a crescer as compras dele. A resistência é o oposto, que limita a elevação de um ativo e o pressiona para ser vendido e baixar seu valor no mercado.

Mas cuidado!! Esse comportamento é facilmente “quebrável”, podendo ultrapassar os limites de suporte e resistência. Essa inconstância é resultante do comportamento de seus investidores e esse é o motivo das ações em bolsa terem maiores riscos.

Ações e Bolsa de Valores não são assuntos fáceis e nós sabemos disso. Então, se tiver qualquer dúvida ou sugestão, não deixa de comentar, ok? Bons investimentos!

 

Deixe aqui o seu comentário

comentários

Categories
Bolsa de ValoresInvestimentos

Relacionados