A Previdência Privada renda mais que a poupança?

Não é difícil ver por aí questionamentos a respeito do rendimento da Previdência Privada e da Poupança. Como não dá para prever o futuro, a melhor solução para evitar...
Previdencia Privada rende mais que a poupança

Não é difícil ver por aí questionamentos a respeito do rendimento da Previdência Privada e da Poupança. Como não dá para prever o futuro, a melhor solução para evitar surpresas com relação a isso é cuidando do dinheiro no presente, poupando e investindo recursos com os olhos focados nas necessidades que podem surgir lá na frente.

 

Poupança está entre as opções mais buscadas pelos Brasileiros

 

Mas acerca desse assunto ainda existem uma série de dúvidas se a previdência privada é ou não uma opção melhor que a poupança quando o assunto é poupar e investir dinheiro pensando no futuro, dúvidas essas que tem levado muitas pessoas a investirem muito mal.

Pode parecer surpresa para alguns, mas a caderneta de poupança ainda está entre as opções mais buscadas por milhares de brasileiros quando o assunto é investir, e as principais justificativas para que ainda hoje esse tipo de produto seja referência entre o público quando se fala em acumular recursos é a facilidade ao acesso já que ela está entre as opções mais ofertadas pelo banco.

 

A verdade sobre a Poupança

 

A verdade é que a preferência pela poupança tem raízes históricas, sociais e podemos dizer até que culturais, que foram passadas de geração em geração ao longo dos seus 150 anos de existência. Os motivos que levaram a poupança a cair na graça do povo e estabelecer um posto digamos que ‘insubstituível’ na vida de muitos brasileiros foi a forma aparentemente simples e segura que ela oferecia para “guardar as economias” de garantindo uma alta rentabilidade e ainda com a isenção do Imposto de Renda. Parece perfeito, não é verdade? Temos que admitir que a poupança já teve seus dias de glória, mas isso ficou no passado. E se águas passadas não movem moinhos, as maravilhas  da poupança lá no passado não podem ser fatores relevantes para a considerar como bom investimento nos dias de hoje.

Apesar de muitos manterem a poupança como uma forma de guardar um dinheiro sem um destino certo, ou simplesmente como um ‘pé-de-meia’ para emergências ou algo do gênero, ainda há quem aposte nela como uma boa alternativa de investimentos, na esperança de trazer retornos significativos lá na frente. Mas a verdade é que não importam quais sejam os motivos que possam levar a manter o dinheiro na poupança, ela continua sendo um péssimo negócio.

 

Rentabilidade da Poupança x Inflação

 

Felizmente muitos já têm descoberto que há muito tempo a poupança deixou de trazer resultados vantajosos. De forma bem prática, antes de investir é necessário avaliar se ao longo prazo o seu dinheiro vai acompanhar a economia ou será desvalorizado mediante as variáveis as quais estamos expostos, como por exemplo, a inflação. Hoje a poupança rende em torno de 0,68% ao mês o que equivale à aproximadamente 8% a ao ano, diante dos atuais 10,48% da inflação, ou seja, com o decorrer do tempo seu dinheiro aplicado em uma poupança perde o poder de compra. Deixa eu te explicar melhor: ao fazermos a conta vemos que a poupança não tem trazido resultados tão satisfatórios assim como já foi um dia, perdendo cerca de 3% para a inflação. Parece pouco, mas se colocado na prática esses 3% fazem uma enorme diferença. Podemos exemplificar isso da seguinte maneira: vamos supor que em determinado período você mantivesse $100.000 na sua poupança com a intenção de comprar futuramente um bem qualquer que hoje custa esse valor. Passado esse tempo o preço desse mesmo bem que antes custava $100.000 é corrigido pela inflação que hoje está 10.48% e passa a custar em torno de $110.480, paralelamente a isso sua poupança nesse mesmo período rendeu 8%, e dessa forma, seus $100.000 se tornaram $108.000. Ou seja, se você ainda desejar adquirir aquele mesmo bem vai ter desembolsar mais $2.480 que poderiam ser usados para qualquer outra coisa. Então podemos dizer que você perdeu dinheiro já que suas economias na poupança não sofreram a valorização necessária para acompanhar a economia.

 

Novas Alternativas de Investimento – Previdência Privada

O acesso a esse tipo de informação tem levado muitas pessoas a mudarem sua forma de poupar dinheiro e se preparar para o futuro de forma adequada optando por alternativas que apresentam melhores resultados. E é aí que entra a previdência privada.

No geral a previdência é indicada a quem tem planos para o longo prazo, e o principal deles sem dúvidas é a aposentadoria. E como toda forma de investimento, ela deve estar atrelada a um bom planejamento, que atenda as expectativas e os desejos que temos a respeito do amanhã.

Existem diferentes tipos e planos de previdência, cada qual com suas características próprias, adequados a públicos específicos. De certa forma os fundos de previdência se assemelham muito aos fundos de investimentos, porém sem o come-cotas (falaremos mais sobre isso depois), podendo optar por um fundo em renda fixa ou até multimercado,  e a rentabilidade do fundo de previdência está relacionada ao tipo de investimento que ele faz. Geralmente a rentabilidade apresentada utiliza o CDI como referência, mas há fundos de previdência rendendo mais que isso. Nem preciso dizer que de longe supera os 8% da poupança.

Um dos fatores que tem ajudado muitos a obterem melhores retornos nos fundos de previdência é a flexibilidade que ela oferece de poder migrar de um tipo de fundo para o outro, por exemplo, se a renda fixa está melhor mudamos para renda fixa, se um fundo multimercado tem alcançado uma rentabilidade maior, migramos para essa opção, e dessa forma é possível melhorar ainda mais os resultados obtidos.

É muito importante antes de aderir a um fundo de previdência entender como cada um funciona, o público que se destina e qual mais se adequa ao seu perfil. A escolha correta possibilita maiores retornos, e para isso vale contar com ajuda de um profissional, assim evitamos erros comuns que tem levado muitos a acreditar que manter uma previdência não vale a pena.

 

Previdência é para o Longo Prazo

Mas não se engane a previdência é um investimento para o longo prazo! Porém isso não significa que se seus objetivos forem para o curto prazo compensa manter a poupança, nada disso! Existe uma variedade de investimentos que possibilitam o resgate a qualquer momento, tão seguros quanto à poupança, porém rendendo muito mais.

A proposta aqui era desmistificar a poupança como o “melhor e mais seguro” investimento que existe e sem muitas dificuldades mostramos que ela não é. E também mudar a imagem negativa que muitos têm a respeito da previdência privada.

E como vimos, se o desejo é poupar para a aposentadoria é necessário que as opções escolhidas acompanhem a economia e valorize cada centavo investido no decorrer dos anos.

Bom, se você tem mantido seu dinheiro na poupança, agora o que não faltam são motivos para você tirar de lá.

Deixe aqui o seu comentário

comentários

Categories
InvestimentosPrevidência Privada

Relacionados