“Onde ele Investe?” com Rafael Seabra do Quero Ficar Rico

Primos e primas, hoje eu gostaria de compartilhar com você aqui no blog uns dos bate papos mais importantes que já fiz no canal O Primo Rico. Eu tive...
onde ele investe rafael seabra quero ficar rico

Primos e primas, hoje eu gostaria de compartilhar com você aqui no blog uns dos bate papos mais importantes que já fiz no canal O Primo Rico. Eu tive o grande prazer de conversar com o Rafael Seabra do canal Quero Ficar Rico, do Blog Quero Ficar Rico e também do livro Quero Ficar Rico.

Não deixa de seguir, compartilhar, curtir, ler o livro, acompanhar o canal e o blog dele. Tem muito conteúdo bacana e importante para qualquer investidor. Vale muito a pena dar uma olhada.

Ele participou do “Onde Ele Investe?” contando um pouco de como criou o blog Quero Ficar Rico e conquistou sua Autonomia Financeira. E além de comentar como organiza sua carteira de investimentos, deu algumas dicas muito bacanas também. Assista aqui ao vídeo da nossa entrevista completa:

 

Como o Rafael Seabra divide sua carteira?

Por incrível que pareça, Rafael Seabra possui uma estratégia bem simples para investir. 80% dela em renda fixa (maior parte no Tesouro Direto e a menor parte em CDB LCI LCA, e outros). Já os outros 20% são voltados para renda variável, como fundos de índice, fundos de investimento imobiliário e algumas ações.

Seu maior foco é investir de forma passiva, para não ter que acompanhar o mercado e dedicar tanto tempo aos investimentos, já que seu foco maior é o crescimento e desenvolvimento do seu negócio.

“Mas o que é investir de forma passiva, primo?” Simples, existe duas formas de se investir:

  • De forma Ativa: são investimentos que tendem a ultrapassar um benchmark. Ou seja, investimento que possuem a intensão de ultrapassar um “índice de referencia”. Geralmente, esse índice é o CDI em Renda Fixa ou o IBOVESPA na Renda Variável.
  • De forma Passiva: a intensão não é ter um rendimento muito maior que o índice que você escolher. Na verdade, o foco dessa forma de investir é acompanhar as alterações do índice selecionado, para que não tenha muita volatilidade na carteira, o que pode ser perigoso.

Portanto, a forma passiva é a preferida pelo Rafael Seabra. Ele explica porque ele usa a forma passiva como o foco de sua estratégia.

 

Por que Rafael Seabra prefere investir de forma passiva?

Geralmente, ao tentar ultrapassar um índice, corre-se o risco de não dar certo. Ou seja, o investimento sofre um prejuízo e pode chegar a render menos que o índice escolhido.

Para termos uma ideia, uma informação bem legal que o Rafael nos contou é que 66% dos fundos de investimento que tendem a superar o IBOVESPA acabam ficando abaixo do índice.

Então para evitar altos custos de rotação da carteira para fazer o seu balanceamento e prejuízos por risco desnecessário (já que as taxas de juros no Brasil são altas), ele prefere manter os investimentos de forma passiva. Isso ajuda a manter a carteira intacta para investimentos de curto, médio e longo prazo.

 

Entenda a razão do Rafael Seabra ter 80% da carteira em Renda Fixa

No princípio não era sua intensão investir dessa maneira, já que ele dividia sua carteira em 50-50. Porém, assim que ele formou seu patrimônio e abriu seu próprio negócio, optou por essa estratégia.

Assim ele pode desempenhar mais tempo para fortificar e crescer seu negócio, sem se preocupar tanto em acompanhar seus investimentos a todo o momento.

 

1 – Para o curto prazo ele utiliza:

  • Tesouro Selic;
  • CDBs de liquidez diária.

 

2 – Para o médio prazo ele utiliza:

  • LCIs;
  • LCAs;
  • CDBs de liquidez menor.

 

3 – Para o longo prazo ele utiliza:

  • Tesouro IPCA+.

 

Porém, por mais que seja uma carteira muito conservadora, ainda assim possui seu risco, já que 20% estão alocados na Renda Variável.

 

Como ele administra os 20% em Renda Variável?

Sua distribuição da carteira em Renda Variável é basicamente a seguinte:

  • Fundos de Investimento Imobiliário (FII)
  • Fundos de Índice (ETF)
  • Ações

Ele tende a concentrar mais em FII e ETF, mas possui um pouco também em ações para diversificar.

Assim, ele pode “brincar” um pouco na Bolsa de Valores com as altas e baixas dos preços, comprando um ativo barato e o vendendo mais caro.

Mas uma coisa importante de se entender é que, caso a bolsa suba bastante no mês, esses 20% da carteira crescerão e representarão uma porcentagem maior.

Assim, ele precisa realocar seu dinheiro para permanecer com a estratégia 80-20, tirando parte do valor da Renda Variável e aplicando na Renda Fixa.

 

O Passo #1 para quem está começando a investir/estruturar sua carteira

O primeiro passo para quem está começando é “adquirir conhecimento”, estudando o mercado financeiro e compreendendo suas partes. Mas de nada vai adiantar ter conhecimento se não tiver também disciplina.

É necessário separar parte da renda mensal para investir frequentemente, mesmo que seja começando somente em Renda Fixa. É fundamental ter a vontade de investir e não perder o foco.

E para quem já tem patrimônio investido, deve começar a pensar em uma alocação de ativos que busquem maior rentabilidade. Sair da zona de conforto é um desafio, mas é uma ótima forma de ganhar ainda mais.

Você se expor um pouco mais para a Renda Variável quando as taxa de juros estão caindo é uma ótima estratégia. A bolsa sempre tende a crescer quando a Renda Fixa fica ainda mais desvantajosa.

 

Não deixe de acompanhar nosso canal do Primo Rico. Se inscreva lá e curta o vídeo para ajudar o canal a crescer e espalharmos o conhecimento financeiro para todos. Ah, sempre que tiver qualquer dúvida ou sugestão, não se esqueça de deixar seu comentário aqui embaixo ou no próprio canal. Estarei sempre a sua disposição. Grande abraço e bons Investimentos.

Deixe aqui o seu comentário

comentários

Categories
Galeria de Vídeos

Relacionados