Onde investir para pagar a faculdade dos filhos

Imagine-se daqui algum tempo: seu filho está em idade de vestibular e decide que quer fazer um curso promissor. Você vai olhar a mensalidade do curso, confere novamente para...

Imagine-se daqui algum tempo: seu filho está em idade de vestibular e decide que quer fazer um curso promissor. Você vai olhar a mensalidade do curso, confere novamente para garantir que a quantidade de dígitos está certa e então conclui que não poderá ajudar seu filho a se tornar o profissional que ele deseja. Frustrante, não? Para evitar que essa seja a sua realidade, portanto, planejamento é a palavra de ordem seguida dos investimentos certos.

Está na dúvida de como garantir a faculdade dos seus herdeiros? Então confira a seguir onde investir para pagar a faculdade!

Quanto economizar?

Uma das maiores dúvidas – e também uma das mais difíceis – de responder é o quanto é necessário economizar para pagar a faculdade dos filhos. Essa resposta é bastante variável já que leva em consideração uma série de fatores como o curso, a instituição escolhida, as despesas extras e a economia no momento em que os filhos forem para a faculdade – além, é claro, se seu filho vai fazer ou não fazer várias dependências porque não estudou o suficiente.

Um maior número de filhos também exige um investimento maior de modo a garantir que todos tenham acesso à mesma qualidade de educação. Além disso, mesmo em uma faculdade pública há gastos que precisam ser cobertos e isso deve ser legado em conta.

No geral, boa parte das faculdades privadas possui um valor para cursos de 10 semestres que ficam entre R$ 40 e R$ 200 mil. No caso de medicina, esse valor pode ultrapassar facilmente os R$ 350 mil. Com isso, é preciso economizar um valor que normalmente parte de R$ 150 ou R$ 200 mensais dependendo do tempo de aplicação.

Quando começar a investir?

Já a resposta para quando se deve começar a poupar o dinheiro é mais simples: o quanto antes. Quanto mais cedo você começar a economizar e a investir, há mais tempo para aportes mensais até que chegue o período da faculdade. Com isso, há duas consequências principais: os aportes mensais precisam ser menores ou o valor final é consideravelmente maior.

Se você já se deu conta da necessidade de poupar e investir para pagar a faculdade dos filhos, portanto, o ideal é que você dê início ao investimento o quanto antes. Por isso, deixe de lado o hábito brasileiro de deixar tudo para a última hora e comece a se planejar desde já.

Quais as melhores opções de investimento?

No geral, um investimento para a faculdade dos filhos é composto por duas características principais e que devem estar juntas: segurança e rentabilidade. Isso significa que embora o investimento em ações seja rentável, ele não é tão seguro e, portanto, pode não ser a melhor opção. Já a poupança é o investimento mais seguro, mas não é nada rentável e, por isso, também não é a melhor opção.

Dessa forma, o ideal é optar por investimentos em longo prazo e que preferencialmente acompanhem a variação da inflação para garantir o poder de compra. Nesse caso, investir no Tesouro Direto com taxa fixada junto à Selic, por exemplo, é uma boa opção.

Outros investimentos incluem Letra de Crédito do Agronegócio (LCA), Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e Certificado de Depósito Bancário (CDB) já que eles possuem boa rentabilidade e relativa segurança, inclusive com proteção do Fundo Garantidos de Créditos (FGC). Outra opção é a previdência privada, que não precisa ser contratada apenas quando você decide se aposentar.

Diversificar a carteira com fundos de ações ou imobiliários também é uma boa opção para aumentar a rentabilidade dos investimentos e o patrimônio final.

De qualquer maneira, é indispensável investir em educação financeira para conhecer mais sobre as opções de investimentos e, com isso, ser capaz de escolher a opção mais adequada.

Investir para pagar a faculdade dos filhos é um ato que garante o conforto no futuro e que permite que seus filhos sigam seus sonhos e aptidões. Para isso, é preciso começar o quanto antes e fazer investimentos rentáveis e seguros de modo a construir um patrimônio para ser usado no futuro.

Quer conhecer qual é o seu tipo de perfil de investidor? Então faça o teste e descubra agora!

Deixe aqui o seu comentário

comentários

Categories
Finanças Pessoais

Relacionados