Como escolher entre Poupança, Tesouro Direto e Previdência Privada?

Organizar as contas para planejar um futuro economicamente estável e seguro é muito importante, principalmente em tempos de crises e incertezas financeiras. O problema é que, na hora de...
poupanca tesouro direto ou previdencia privada

Organizar as contas para planejar um futuro economicamente estável e seguro é muito importante, principalmente em tempos de crises e incertezas financeiras. O problema é que, na hora de escolher a melhor forma de investir seu dinheiro, surgem inúmeras dúvidas: devo optar pela previdência privada, aplicar na poupança ou investir no Tesouro Direto?

Essas dúvidas são importantes para quem se preocupa com o próprio bolso. Acontece que, para fazer o dinheiro render, é preciso evitar decisões e investimentos equivocados. A forma de fazer isso é acessando boas informações antes de fazer qualquer escolha.

Pensando nisso, elaboramos este post mostrando as vantagens e desvantagens do Tesouro Direto, da caderneta de Poupança e da Previdência Privada. Confira e veja o que é melhor para você!

 

Poupança

A caderneta de poupança é querida há muitos anos pelos brasileiros. Durante muito tempo foi uma das principais formas de guardar e acumular dinheiro. Acontece que a dinamização da economia e as melhores oportunidades fizeram com que a poupança deixasse de ser tão vantajosa.

 

Vantagens

A principal vantagem da poupança é que o dinheiro investido pode ser resgatado a curto prazo. Isso quer dizer que, se você precisar da quantia aplicada amanhã, você poderá acessá-la. Em casos de urgência, ela estará ao seu alcance.

A segunda vantagem é que a poupança é segura. O dinheiro que é destinado para a caderneta de poupança não corre riscos de perda.

Dessa forma, a poupança é um tipo de investimento ideal para quem tem um perfil mais conservador quando o assunto é finanças. Se você não quer se arriscar de forma alguma e pretende resgatar seu dinheiro quando quiser, a poupança é mais indicada.

 

Desvantagens

A principal desvantagem é que a poupança rende muito pouco em relação a outros investimentos também seguros. O rendimento da poupança gira em torno de 8% ao ano, bem abaixo da média.

Além disso, a poupança pode trazer prejuízos. Não que seu dinheiro aplicado diminua, mas seu poder de compra com o tempo cai muito. Por exemplo, o que você compra com R$ 100 hoje, você precisará de R$120 para comprar daqui 5 anos. Dessa forma, seu dinheiro na poupança vai sendo desvalorizado por causa da inflação.

 

Tesouro Direto

O Tesouro Direto é composto por títulos públicos emitidos pelo governo federal. Ao comprá-los, o investidor empresta dinheiro para o governo realizar suas atividades de infraestrutura.

 

Vantagens

O investimento no Tesouro Direto é considerado de baixo risco. Dessa forma, a rentabilidade é assegurada, especialmente durante a crise, com a alta da inflação e das taxas de juros.

As taxas de rentabilidade podem variar e você pode simular uma aplicação no Tesouro Direto e avaliar os resultados. Os números dos últimos anos mostram rendimentos de 14% ou mais ao ano, mostrando que o Tesouro rende mais que a poupança.

Além dessas vantagens, o Tesouro Direto possui taxas administrativas baixas, o investidor tem autonomia nas decisões, é de fácil controle e os investimentos podem ser feitos a partir de R$ 30.

 

Desvantagens

Os títulos do Tesouro têm liquidez, isso significa que podem ser resgatados quando você quiser. O problema é que resgatá-los antes do vencimento do título pode trazer prejuízos, já que ele é vendido pelo valor de compra do mercado. Por isso, o ideal é que o dinheiro só seja resgatado quando o governo liquidar a dívida.

O ganho com os títulos também está sujeito ao imposto de renda. Porém, quanto mais tempo o dinheiro ficar investido, menor é a taxa de imposto cobrada.

O objetivo de investir no Tesouro Direto é de lucro em médio e longo prazo. Portanto, agrada aos investidores que querem um retorno mais lá na frente e que ao mesmo tempo não pretendem correr riscos. Conheça o guia completo de investimento no Tesouro Direto!

 

Previdência Privada

Quando o tema de discussão é futuro, vem a questão: preciso de uma previdência privada? Ou ainda: é vantajosa a previdência privada? Quanto irei receber? Pois bem, a previdência é um tipo de investimento muito importante para quem se preocupa com futuro.

A previdência privada é uma aposentadoria desvinculada das instituições federais (INSS). Diferentemente da aposentadoria pública, pode-se escolher o valor e a periodicidade que serão feitas as contribuições. Com base nesse valor, o cliente receberá sua aposentadoria no futuro.

 

Vantagens

A principal vantagem da previdência privada é que ela possibilita para o contribuinte um futuro estável e seguro, mantendo seu padrão de vida. O dinheiro que é aplicado hoje será resgatado com a correção de juros no futuro, que é bem superior aos praticados na poupança, por exemplo.

Outra vantagem diz do aproveitamento fiscal ao postergar o pagamento do Imposto de Renda, já que ele só incide sobre o valor na hora do resgate. Dessa forma, você tem mais capital livre para ampliar seu patrimônio.

Além disso, a previdência privada é uma forma de diversificar os investimentos e criar o hábito de guardar dinheiro.

 

Desvantagens

A previdência privada tem baixa liquidez, ou seja, é mais difícil de resgatar o dinheiro. Caso queira resgatar o valor investido antes do prazo, o cliente fica sujeito às taxas administrativas e multas contratuais. Por isso, a previdência privada exige cuidado na hora do resgate. Se você quer dinheiro rápido, fuja dessa opção.

A boa notícia é que algumas empresas já facilitam a retirada parcial do valor aplicado. Dessa forma, o cliente não sai no prejuízo.

A outra desvantagem é que as taxas administrativas cobradas pelas empresas podem ser altas. Assim, procure por uma instituição e um plano que encaixem no seu perfil e na sua necessidade.

Essas são só algumas das vantagens e desvantagens desses tipos de investimento. O melhor a se fazer, antes de aplicar seu dinheiro, é avaliar seu perfil e seu objetivo. Caso queira ter dinheiro sempre em mãos, invista na poupança. Se está sem pressa e pretende obter retorno a médio prazo, indicamos o Tesouro Direto. Agora, se você quer garantir seu futuro e da sua família, considere a previdência privada.

Lembre-se também que nenhum desses investimentos são excludentes. Aliás, ampliar e diversificar suas aplicações é a chave para o sucesso financeiro.

 

Gostou das nossas informações? Conte para gente como você tem investido seu dinheiro!

Deixe aqui o seu comentário

comentários

Categories
Finanças Pessoais

Relacionados