Como fazer para economizar poupando 50% do seu salário; passo-a-passo

A grande maioria das dicas que aparecem todas as vezes que procuramos sobre finanças são as dicas relacionadas a como fazer para economizar dinheiro. Mas, para quem está perdido...
50_Essenciais

A grande maioria das dicas que aparecem todas as vezes que procuramos sobre finanças são as dicas relacionadas a como fazer para economizar dinheiro.

Mas, para quem está perdido no controle das finanças de casa, a ideia de como economizar dinheiro pode parecer bem distante de ser alcançada.

Afinal, como economizar dinheiro quando parece que os gastos não têm fim?!

Antes de pensarmos no como fazer para economizar, há uma regra muito importante a ser seguida: a dos 50 essenciais.

A realidade é que muitos guias que temos hoje pela internet tem um conteúdo muito superficial, pouco aprofundado no assunto.

Para quem está realmente perdido nas suas contas, ler um “economize dinheiro”, “faça um orçamento”, pode ajudar de primeiro momento, mas depois pode tudo ficar muito maçante e começar a perder a eficiência.

Isso porque estes guias não trabalham o assunto fundamental: o mindset.

Do que adianta você aprender que é preciso fazer um orçamento, se você não sabe usá-lo ao seu favor para mudar a forma como você lida com as suas finanças?

A regra 50 essenciais é uma técnica que parte de um princípio ousado: como fazer para economizar 50% do que você ganha. Só que, além de ser uma regra que te ajuda a entender como fazer a economia, ela também vai ajudar com o seu mindset!

Para isso, montei um passo-a-passo super simples, e que pode te ajudar muito a conseguir chegar num resultado satisfatório!

 

Primeiro Passo: Faça o levantamento do seu gasto e de sua renda mensal

Talvez já de cara algum de vocês já pense: “Ih, lá vem com a mesmice de sempre”. Calma, tudo ao seu tempo.

Sabem por que isso é importante? Porque, para chegar no que a regra propõe, primeiro precisamos entender o quanto das suas despesas no mês representam em porcentagem da sua renda mensal.

Exemplo:

Se sua renda mensal é R$2.000,00, e o seu gasto mensal é R$1.000,00, isso quer dizer que os seus gastos representam exatamente 50% da sua renda no mês, correto?

É essa a situação que pretendemos chegar. Se você já consegue isso (ou até menos), ótimo, você só precisa trabalhar para manter isso.

Mas, e para quem excede os 50%? Como resolver a questão?

Para você que está nessa situação, é imprescindível que você anote todos os seus gastos numa planilha.

Isso porque a planilha vai te guiar e te mostrar exatamente onde você está gastando e onde você poderá cortar para ir diminuindo gradativamente as suas despesas. E isso nos leva ao segundo passo.

 

Segundo passo: Descobrindo onde se pode cortar

Uma vez que você tenha conseguido trazer todos os seus gastos em uma planilha, o que fazer aqui é pegar a planilha e fazer 2 separações: Gastos necessários e gastos que você considera supérfluos.

A ideia de ouro aqui é: ao invés de colocar só o valor total dos gastos necessários e dos gastos supérfluos, detalhe exatamente cada gasto que você tem para cada tipo de gasto diferente.

É esse um dos segredos da regra e de como fazer para economizar com ela.

Exemplifico nessa planilha:

 

Renda mensal: R$1000

Gastos Necessários Gastos Supérfluos
Conta de luz: R$150 McDonalds: R$50
Comida: R$200 Salgados: R$20
Internet: R$150 TV por assinatura: R$100
Sabonete: R$20
Total: R$520 Total: R$170

Total dos gastos: R$690

 

Sim, a planilha está bem simplificada, faltando vários itens do orçamento familiar, mas a ideia aqui é: segregue o quanto você gasta tanto nos gastos supérfluos quanto nos gastos essenciais.

Isso vai ser essencial para você descobrir como economizar dinheiro com o seu orçamento atual.

Está se perguntando como? Vamos ao terceiro passo.

 

Terceiro passo: O poder das unidades

Se você analisar a tabela que eu ilustrei, você vai perceber que, mesmo se tirarmos todos os gastos supérfluos, os gastos necessários ainda tomam mais de 50% da sua renda.

Isso quer dizer que o plano de descobrir como economizar dinheiro foi por água abaixo?

Não. Mesmo que o gasto necessário seja necessário por si só, isso não quer dizer que você não possa economizar nele. Isso porque, para certos tipos de bens, você consegue usar as unidades adquiridas ao seu favor.

Como assim, primo?

Peguemos o sabonete como um exemplo.

Quando compramos os sabonetes, geralmente compramos 2 ou 3 unidades, e as que irem faltando vamos suprindo ao longo do mês.

Mas com isso, perdemos uma oportunidade: a oportunidade de como fazer para economizar pagando mais barato.

Usando a tabela, se cada sabonete é 2 reais, adquirimos 10 unidades de sabonete ao longo do mês.

Mas, sabendo que utilizamos exatamente 10 sabonetes ao longo do mês nos dá uma estratégia: buscar uma forma de comprar todos esses sabonetes de uma vez e conseguir um desconto ao fazer isso.

Isso requer pesquisa, claro, mas se você encontrar uma promoção do tipo “pague 2, leve 3”, ou um pacote de 10 unidades do sabonete a um preço menor por unidade, isso pode ir te fazendo economizar também naquilo que te é indispensável.

Agora aplique essa ideia a sabonete, papel higiênico, mistura… você pode ir economizando bastante até desse jeito!

Então, a segunda ideia de ouro: Para bens que dá para serem contabilizados, contabilize.

Conforme os meses passam, você consegue perceber uma média de quantas unidades você consome por mês, e isso pode te guiar na economia e a fazer acordos benéficos para você!

Alerta: Muitas vezes, quando fazemos essa separação de gastos necessários e supérfluos, acabamos ficando muito focados em economizar nos supérfluos e esquecer que há ainda jeitos de economizar nos necessários, também.

Ter essa noção te ajuda muito a seguir com o seu objetivo de como fazer para economizar 50% da sua renda. Fique atento para não se perder nisso e procure o equilíbrio pensando em como economizar dinheiro dos dois lados da balança.

 

Quarto passo: O poder da meta

Se você seguir os passos que eu lhe mostrei até aqui e procurar em todos os seus gastos, como um cirurgião, maneiras de como economizar dinheiro, você já está moldando a meta essencial na sua cabeça: o de chegar nos 50% de renda livre para economizar.

Só que, para conseguirmos chegar nesse passo, que não é nada fácil, você PRECISA estipular prazos.

Você tem que concentrar seus esforços em realizar essa meta e, ao mesmo tempo, transformar isso num desafio para você. É o desafio muitas vezes o que nos motiva, e ele vai ter um papel fundamental para você conseguir chegar lá.

Não adianta você ter entendido só o operacional de como fazer para economizar dinheiro. A sua mente precisa estar preparada para você fazer disso algo rotineiro na sua vida.

Mas, como chegar lá?

Na construção do seu orçamento de gastos e renda mensal, faça o seguinte: Vá fazendo a análise histórica de cada mês que passar enquanto você utiliza a regra dos 50 essenciais.

Isso porque é normal que não consigamos atingir a meta de 50% em um só mês. É um processo gradativo.

Então, você ir fazendo o registro de cada mês seu durante o ano surge um impacto enorme na forma como você se polícia, porque você consegue ver EXATAMENTE, mês a mês, o que está mais impactando o seu orçamento.

Você consegue, então, ir moldando os seus gastos com o desafio que você mesmo se propôs a enfrentar.

Num exemplo prático:

Em janeiro você fez todo o orçamento e viu que seus gastos estavam em 70% da sua renda mensal.

Você estipula, então, bater a meta de 50% em abril.

Chegando em abril, você vê suas despesas e elas estão em 60% da sua renda mensal. Em suma, a meta não foi batida.

Houve melhora, mas por que você não chegou lá? O que impactou nos seus meses? Todos eles seguiram em queda ou houve problema em algum deles? O que está atrapalhando os seus resultados na busca de como fazer para economizar?

É aí que você o registro vai te ajudar. Para te fazer entender como é a sua média de gastos, no que você errou e acertou durante os meses, e como moldar os seus custos para chegar no seu objetivo.

Tenha em mente: falhar te ajuda a entender qual erro você tem que solucionar. Todo mundo erra, e é normal que não se bata os resultados de primeira. Aprenda com os erros, utilize o registro para isso, e vá sempre atualizando sua meta para datas futuras. Assim, a tarefa de como economizar dinheiro fica mais fácil.

Eu sugiro que se faça isso trimestralmente. Coloque sua meta para 3 meses, e, caso não bata, coloque para daqui 3 meses de novo e veja no que você pode melhorar. O processo é constante.

 

Quinto passo: Mas e se eu não bati a meta por um gasto inesperado?

Este passo existe porque pode acontecer um caso parecido a esse:

 

Renda mensal: R$500

Gastos essenciais – Maio Gastos essenciais – Abril
Conta de luz: R$100 Conta de luz: R$100
Comida: R$200 Comida: R$200
Internet: R$175 Internet: R$175
Sabonete: R$15 Sabonete: R$15
Manutenção do carro: 100
Total: R$500 – Meta Batida Total: R$600 – Meta não alcançada

 

Ou seja, um gasto inesperado que te fez fazer uma manutenção no carro comprometeu a sua meta no mês de abril. Você teria batido ela, mas o seu carro quebrou e você comprometeu o seu orçamento para ter que cuidar dele.

Se você está se perguntando se é possível evitar isso, eu te digo que sim, e a solução disso é o fundo de emergência!

Os gastos pontuais – famosos imprevistos – você pode recorrer ao seu fundo de emergência para resolver a questão.

Se caso você não tem um, deixe uma contribuição ao seu fundo de emergência como um gasto essencial, pois ele compensa outros gastos no futuro.

Assim, ele impacta na sua meta de curto prazo, já que é um gasto essencial a mais, mas te ajuda a chegar na meta lá no longo prazo e mantê-la, pois, conforme ele cresce, começa a suprir os gastos que surgem inesperadamente no seu dia-a-dia, trazendo estabilidade no seu orçamento.

Se você colocar o seu fundo de emergência num tesouro Selic, por exemplo, ele vai estar rendendo lá, e, sempre que você precisar, você tira de lá, e não mais do seu salário. O fundo de emergência te dá prevenção aos gastos pontuais, e isso é muito importante.

 

Sexto passo: A consequência

Se você seguir todos esses passos, vai chegar no passo mais importante para descobrir como fazer para economizar: o mindset da acumulação de patrimônio.

A análise das suas finanças até a definição da sua meta, adicionando o fundo de emergência, te ajudará a transformar todo o seu mindset para acumular patrimônio.

Se você se esforçar para atingir os 50% essenciais, quando você finalmente bater a meta, vai estar com a cabeça preparada para ir além.

Pode ser até que você mesmo crie os 30 essenciais, os 20 essenciais… esse poder da transformação que acontece em sua mente é o essencial, e tudo isso você constrói ao se desafiar a encarar uma meta ousada, atingi-la, e se sentir bem com isso.

O comprometimento que você terá a longo desse processo, com certeza, vai impactar na sua alma o jeito que você lida com suas finanças.

E, pode ter certeza, você nunca verá mais o seu orçamento de forma irresponsável, e nunca vai se esquecer de como economizar dinheiro de maneira eficiente.

 

Mas tentei seguir tudo isso e não consegui bater os 50%. O que eu faço?

Se você tentou usar a regra durante vários meses mas os 50% não foi alcançado, isso pode significar que o seu custo de vida seja muito alto em comparação ao seu salário.

Neste caso, é como foi falado em outro vídeo do Primo Rico: Se você não consegue gastar menos, então sua solução é ganhar mais.

É normal, ainda mais para quem sobrevive com salário mínimo, ou realmente tenha poucas condições, de não conseguir chegar na meta.

Conseguir uma renda extra ou simplesmente um emprego que te remunere melhor são soluções cabíveis. Nesse sentido, se qualificar e procurar cursos que te valorizem no mercado pode ser uma solução, e você consegue inserir isso no modelo dos 50 essenciais.

A realidade é que, para quem não tem condições, obviamente, vai demorar mais para atingir os seus resultados. Mas aqui o importante é ter paciência e não desistir. Mesmo que os 50% seja impossível para você de primeiro momento, trace a meta e vá atrás dos meios possíveis para diminuir os gastos da maneira que você pode.

Num curto espaço de tempo pode ser impossível, mas não deixe que isso te faça desistir. Com foco e dedicação você com o tempo vai, de pouco em pouco, reduzindo mais os seus gastos e poupando melhor o seu dinheiro. Lembre-se que ter resultado é mais importante do que o tempo que demora para alcança-lo.

 

É isso primos, e até a próxima!

Deixe aqui o seu comentário

comentários

Categories
Finanças Pessoais

Relacionados