Como Controlar Gastos em Datas Comemorativas?

Ah, as datas comemorativas. Nada como um belo momento de descanso, sem preocupações, apenas para se divertir e revigorar as energias… Sim, elas são muito bem vindas sempre, mas...
como controlar gastos em datas comemorativas

Ah, as datas comemorativas. Nada como um belo momento de descanso, sem preocupações, apenas para se divertir e revigorar as energias… Sim, elas são muito bem vindas sempre, mas para aqueles que sabem como controlar gastos. Se não, você vai “nadar, nadar e morrer na praia”.

É muito fácil as coisas mudarem “da água para o vinho” em certos momentos. E são nesses momentos de fragilidade emocional que nosso bolso fica mais exposto.

Sim, fragilidade emocional. Sabe por quê? A fragilidade emocional não é exclusiva de quem está em momentos de tristeza ou depressão e que comete erros.

É também referente a momentos em que o pensamento racional e lógico não se sobrepôs ao emocional e sentimental. Isso inclui os momentos de felicidade e excitação também.

Dessa forma, é muito mais fácil de fazer coisas que poderemos nos arrepender futuramente. E é com essas pessoas que O Primo Rico quer conversar hoje: As pessoas que se deixam levar pelo momento.

 

O que é “Controlar Gastos” exatamente?

Acredito que algo que tenha que ficar claro é que esse texto não é uma incitação de que dinheiro é tudo na vida. Ou que você deva parar de aproveitar alguma coisa apenas para não gastar a grana.

Isso não tem nada ver! O foco do assunto é compreender até que ponto o emocional não interfere na sua vida financeira. É importante conseguirmos discernir o que é fundamental para nós e o que é apenas agradável.

Ou seja, viaje no carnaval, leve as crianças para passear no parque no Dia das Crianças, faça uma tarde de compras no shopping para o Natal… Enfim, divirta-se de forma geral. Isso vai fortalecer sua saúde mental de forma muito bem vinda.

Mas todos esses exemplos devem ser feitos com controle e consciência de quanto está sendo gasto. Para esses exemplos se tornarem reais, o ideal é separar uma quantia da sua renda mensal para esses momentos.

Só pra deixar ainda mais entendível a linha de raciocínio: “Gaste dinheiro! Mas não gaste tudo e faça isso com consciência”. Isso sim é Controlar Gastos.

 

Anote todos seus gastos!

Dito isto, vamos de fato começar a entender como controlar gastos. E quando você lê “controlar gastos”, provavelmente deve pensar “lá vem ele dizer que é para anotar tudo o que gasto”.

E sim, é importantíssimo anotar seus gastos. Se não, como você vai controlar sem saber ao certo quanto está recebendo e gastando?

Existem vários aplicativos e planilhas justamente para manter esse controle e não é tão difícil quanto você deve estar imaginando. Então essa é a dica crucial e tenha o costume de utilizar essas ferramentas.

Assim que descobrir exatamente o quanto você ganha e quanto você gasta, vamos para a próxima parte.

 

Controlar Gastos é com a regra 50-15-30!

Agora vamos usar uma regra chamada de 50-15-35. Ela subdivide a renda mensal em 3 grupos principais, mas que eu vou explicar elas separadamente.

 

50% – Gastos Essenciais

Do valor da sua renda mensal, você retira os gastos essenciais do mês. Esses valores são referentes às contas da casa, estudos, alimentação, saúde, transporte e outros.

Você deve fazer com que esses gastos não ultrapassem 50% da sua renda mensal.

Beleza, agora você está com a outra metade do dinheiro disponível para fazer o que quiser, não é? Errado! Esse é o maior erro de todos e o real motivo para esse post.

A partir do momento que você sabe quem tem dinheiro e não tem nenhuma obrigação financeira é que vem o perigo. Por isso você deve por em mente que esses 50% restante já está comprometido, mas de formas diferentes.

 

15% – Prioridades Financeiras

Quanto mais controle você tiver sobre sua vida, melhor. Assim você já estará mais preparado para tudo que for mais previsível. “Mas a vida é uma caixinha de surpresas” e nem tudo pode ser previsto, não é?

Para isso teremos esses 15% separados. Eles vão nos ajudar (financeiramente) com qualquer necessidade que tivermos de forma inesperada. Desde pagamentos de dívidas de última hora a uma gravidez fora do planejamento por exemplo.

Caso não esteja endividado ou com alguma prioridade financeira, você deve utilizar esse valor em aplicações e investimentos. Também chamadas comumente de Fundos de Emergência.

“Mas Primo, 15% da minha renda mensal para investir é pouco não acha?” Depende da sua renda. Essa regra não é uma lei e você pode destinar quanto você desejar para esse propósito (desde que não atrapalhe os 50% dos seus Gastos Essenciais).

 

35% – Estilo de Vida

Esse grupo conclui nossa regra para controlar gastos. Até agora vimos coisas bem regradinhas e “quadradas”, mas esses 35% é que vão quebrar esse gelo.

Essa deve ser a porcentagem destinada para sua diversão, entretenimento e relaxamento. Isso também inclui, finalmente, as Datas Comemorativas.

A única recomendação para esse grupo é que os valores de 35% no mês não sejam acumulativos. Ou seja, se acabar o fim do mês e sobrar algum valor que não foi gastado para seu estilo de vida, não junte ele com os 35% do mês que vem.

Utiliza o valor restante para acumular mais riquezas nos 15% para Prioridades Financeiras. Se não, esse valor pode trazer um falso conforte que pode comprometer toda a regra 50-15-35.

 

como gastar e controlar gastos juntos

 

Como gastar nas Datas Comemorativas?

Para suas Datas Comemorativas serem ainda mais aproveitáveis, procure sempre planeja-las com o máximo de antecedência possível.

NUNCA deixe para comprar próximo das datas comemorativas. Essa é a hora que o mercado está com o preço nas alturas, esperando aqueles que vão comprar algo de ultima hora. Portanto:

  • Se vai viajar: procure qual é a melhor forma de viagem pelo menor custo; verifique se o preço das passagens e hospedagem não ultrapassa seus 35% da renda mensal; compare o preço de um hotel com uma pousada ou até mesmo com um aluguel de um imóvel por alguns dias;
  • Se for a compra de um presente especial: priorize as compras na internet! Os custos para um lojista para comércio online é muito menor do que em uma loja física. Isso reflete no custo final do produto.

Muitas vezes, até como uma forma de promoção do site, existem descontos para a compra online, barateando mais ainda o presente. Não esqueça também de procurar as melhores datas para compras no cartão de crédito.

Geralmente, são 10 dias antes do vencimento da fatura. Assim você consegue um prazo melhor para pagamento e pelo mesmo preço. Mas para ser menor ainda, opte por pagar a vista no débito ou boleto. As chances de desconto são ainda maiores.

“Primo, algumas compras e viagens são maiores do que meus 35%. E agora? Vou deixar de viver?” Claramente que não. Como dito, essa regra é apenas uma forma ideal de divisão da renda pessoal, para controlar gastos mensais.

Você pode e deve utilizar seu dinheiro como bem entender, da forma que mais te satisfaz. Tome apenas cuidado para não descontrolar seus gastos e acabar se endividando sem necessidade.

 

E para ter nosso conteúdo exclusivo no seu e-mail, assine nossa newsletter. Forte abraço para toda família e boas festas!

Deixe aqui o seu comentário

comentários

Categories
Finanças Pessoais

Relacionados