Quanto irei receber após me aposentar?

Muitas vezes, sou abordado por amigos — muitos dos quais mal ingressaram no mercado de trabalho — com uma dúvida muito cruel: “quanto vou receber após me aposentar?”. Mas,...
Happy romantic senior man and woman couple together on a deserted beach
Happy romantic senior man and woman couple together on a deserted beach

Muitas vezes, sou abordado por amigos — muitos dos quais mal ingressaram no mercado de trabalho — com uma dúvida muito cruel: “quanto vou receber após me aposentar?”. Mas, se pararmos para pensar, esse questionamento não está de todo errado. O governo brasileiro tem um histórico de problemas de pagamento aos seus aposentados e não é nenhuma novidade vermos aquelas granes filas de ex-profissionais em busca do seu reduzido benefício no final do mês.

Pensando nisso, resolvi escrever o texto de hoje. Vou explicar como é feito o cálculo da aposentadoria pelo INSS ajudar a moçada a fazer algumas projeções de como será a sua aposentadoria. Ficou interessado no tema? Então não deixe de conferir:

Quem pode receber?

Para começar o post, tenho que explicar uma coisa bem óbvia: não é todo mundo que pode receber a aposentadoria! Em linhas gerais, apenas quem contribui para a Previdência Social vai ter direito ao benefício pago pelo INSS ao atingir certa idade ou tempo de contribuição. No entanto, não dá para ficar muito feliz: o valor costuma ser muito abaixo dos salários dos tempos da ativa.

Aposentadoria por idade

Para calcular a quantia a ser recebida na aposentadoria por idade, é preciso chegar primeiro ao salário de benefício, que nada mais é do que média aritmética dos 80% maiores ordenados de contribuição, com correção monetária. Dá para fazer isso com uma visitinha rápida a um posto de atendimento da previdência social. Chegando a esse resultado, a história fica mais fácil: o valor do benefício é equivalente a um percentual desse salário de benefício.

A conta é a seguinte: 70% do resultado mais 1% para cada ano que você contribuiu, até chegar ao máximo de 100%. Vou apresentar um exemplo simples para você entender. Se você pagou a previdência social por 30 anos ou mais, se deu bem: vai receber 100% do salário de ativa como aposentado. Afinal, 70% + 30% é igual a 100%, não é verdade? Já se você atingir a idade para ficar de pernas para o ar antes de chegar ao 30 anos de contribuição, não tem jeito: seu vencimento vai ser menor.

Aposentadoria por tempo de contribuição

Aqui a coisa complica um pouco, pois entra em ação o polêmico fator previdenciário. Na teoria, ele foi criado para penalizar quem acaba se aposentando muito jovem, mesmo se já tiver atingido o tempo de contribuição necessário. O cálculo dele vai levar em consideração a expectativa de vida dos brasileiros segundo o IBGE e, sempre que ela sobe, ao contrário do que possa parecer, o trabalhador acaba se prejudicando e tem seu benefício reduzido! O site da Previdência Social tem uma tabela que você onde você pode conferir essa variável.

Vamos para a prática! Para calcular seu vencimento na aposentadoria por tempo de contribuição, você precisa fazer uma conta: multiplique o salário de benefício que você calculou pelo fator previdenciário. Se ele for maior que 1, por incrível que pareça, você vai sair ganhando, pois o valor do seu ordenado de aposentado vai aumentar (sem ultrapassar o limite do teto). Se for menor que 1, o que vai ser muito mais comum, você se lascou: seu benefício vai diminuir.

Se você for mulher ou um professor homem do ensino básico, vai ganhar 5 anos de bônus. Já se for uma professora do ensino básico, ganha 10 anos no tempo de contribuição. Para não dar um nó na sua cabeça, aqui vai um exemplo simples: o fator vai ser igual a 1 para quem se aposentar aos 64 anos, com 34 anos de contribuição.

Parece pouco?

Parece pouco e é! A verdade é que não dá para contar apenas com a aposentadoria do INSS. Se você quer garantir dias mais tranquilos, pescando e viajando com a família, não tem jeito: comece a pensar em outras formas de investimento. Ficou com alguma dúvida? Tem alguma sugestão para não passar perrengue depois de se aposentar? Conta pra mim nos comentários!

Deixe aqui o seu comentário

comentários

Categories
Aposentadoria

Relacionados