Qual a diferença entre a previdência social e privada?

É cada vez mais comum no Brasil o uso de planos de previdência privada como uma complementação para garantir segurança e tranquilidade na hora da aposentadoria oficial ou, como...
Qual a diferença entre a previdência social e privada

É cada vez mais comum no Brasil o uso de planos de previdência privada como uma complementação para garantir segurança e tranquilidade na hora da aposentadoria oficial ou, como é mais conhecida, previdência social. Além de complementar a renda do beneficiário no momento de sua aposentadoria, a previdência privada ainda oferece benefícios dependendo do tipo escolhido, como o diferimento no imposto de renda para aqueles contribuintes que utilizam o modelo completo. Vamos entender melhor qual a diferença entre a previdência social e privada?

Panorama da Previdência no Brasil

Em linhas gerais, a previdência no Brasil é composta por um conjunto que envolve diferentes programas e sistemas e que, atualmente, é conhecido como Seguridade Social. Este conjunto de diferentes ações é formado pela Previdência em si, pela Assistência Social e também pela Saúde.

No caso da previdência, existem dois diferentes sistemas: a Previdência Social e a Previdência Complementar. A Previdência Social (ou Oficial) é aquela já conhecida de todos, que é administrada pelo governo. Todo trabalhador formal brasileiro está automaticamente segurado por ela e, de acordo com algumas exigências que contemplam desde anos de trabalho até tempo de contribuição e valores que foram pagos, poderá se aposentar e usufruir destes valores em seu benefício.

Por sua vez, a Previdência Complementar (ou Privada) é uma excelente opção para quem quer complementar a renda da aposentadoria pelo INSS. Atualmente, o teto da Previdência Social é de R$ 4.663,75. Você sabe o que isso quer dizer? Mesmo que seus salários tenham sido maiores durante todo o seu tempo de contribuição, este é, atualmente, o valor máximo a ser recebido, o que pode gerar em muitos contribuintes uma grande diferença no estilo de vida.

Tipos de Previdência Privada

Você já entendeu que a Previdência Privada é muito importante para a complementação de renda, mas você sabia que existem diferentes modalidades? A Previdência Privada pode ser aberta ou fechada. A modalidade fechada é aquela representada pelos fundos de pensão, por exemplo, que são investimentos previdenciários somente acessíveis a determinados grupos.

O tipo aberto que é a aquele administrado por bancos. Neste caso, existem dois tipos de planos: PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) e VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre). O PGBL é indicado para aqueles contribuintes que fazem a declaração pelo modelo completo e que assim poderão se beneficiar com o diferimento de até 12% da base do imposto de renda. Com isso, você acaba pagando menos IRPF, o que gera uma economia tributária a curto prazo.

Mas e o VGBL? Neste caso, não há diferimento de IR, mas é indicado para aquelas pessoas que pensam no futuro a longo prazo, uma vez que só haverá o pagamento deste imposto sobre os rendimentos ganhos, exatamente ao contrário do PGBL, que exigirá o pagamento sobre o valor total investido.

Independentemente do tipo escolhido, a Previdência Complementar é um excelente investimento para o seu futuro, já que ela poderá manter o seu padrão de vida, deixando você e sua família mais tranquilos, não dependendo somente do governo e das constantes mudanças que a previdência social tem passado.

E você, já conhecia as diferenças entre a previdência social e privada? Quer saber mais sobre o assunto? Assine a nossa newsletter e fique sempre por dentro das novidades do blog!

Deixe aqui o seu comentário

comentários

Categories
Escolhendo a PrevidênciaPrevidência Privada

Relacionados