Como me aposentar com 1 milhão de reais?

O Brasil viveu, nas últimas décadas, de um longo período de estabilidade econômica. O Plano Real surgiu trazendo uma moeda forte que nos permitiu uma era de planejamento e...
Como me aposentar com 1 milhão de reais

O Brasil viveu, nas últimas décadas, de um longo período de estabilidade econômica. O Plano Real surgiu trazendo uma moeda forte que nos permitiu uma era de planejamento e constância, algo impensável nos prévios tempos de inflação. No entanto, estamos presenciando um momento de crise, o que nos mostra que todo cuidado é pouco quando pensamos em nossa saúde financeira.

Por isso mesmo, não dá para confiar apenas na previdência social. Para que você consiga se aposentar com segurança, uma boa reserva financeira é muito importante. Mas como me aposentar com 1 milhão de reais? O que para muitos soa como um sonho distante pode se tornar realidade se você tiver disciplina e algum capital para investir. Quer descobrir como fazer isso? É o que eu vou te contar no post de hoje:

Quanto mais tarde você começar, maior será o esforço

O primeiro passo para se aposentar com 1 milhão de reais é começar a poupar ainda novo! E então, fica bem óbvio: quanto mais tarde você começar, mais esforço terá que fazer. Se você pensar em termos de poupança, por exemplo, quem começa a fazer aplicações aos 30 anos só poderá conquistar a meta do milhão aos 60 se aplicar uma quantia mensal de cerca de R$ 2.300. Pesado, não? Então imagine quem começa aos 50: seria necessário depositar cerca de R$ 7.840 na caderneta todo mês para atingir essa meta em 10 anos.

A marca do R$ 1 milhão é um desafio simbólico, porque ele simula uma quantia que pode ajudar a garantir um padrão de vida de classe média na condição de aposentado. Portanto, para conquistá-lo, você precisa apostar em uma dessas duas frentes: ou começa a poupar muito cedo, na casa dos 20 anos, ou então se arrisca em investimentos mais rentáveis do que a poupança. Se puder fazer os dois, melhor ainda!

Como investir?

Poupança

Como já dissemos, a poupança apresenta baixos índices de retorno (em torno de 0,5% – mês), mas como é uma forma muito experimentada de poupar, merece ser citada. Como pontos positivos estão a isenção de imposto de renda sobre o lucro e o baixíssimo risco. Essa alternativa pode ser viável para quem vai começar cedo e não tem coragem ou simplesmente não quer arriscar, mas demanda um investimento mensal elevado para atingir 1 milhão.

Previdência privada

Um dos principais benefícios da previdência privada é que ela possibilita que você, mesmo após se aposentar, consiga viver com o mesmo padrão de vida dos tempos de ativa. Além disso, ela permite resgatar o valor total, proporcionando a chance de juntar 1 milhão de reais, além de funcionar como uma reserva para gastos urgentes. A quantia de investimento é de sua escolha: quanto mais alta, maior será o montante disponível tanto para o saque quanto para receber em forma de salário.

LCI (Letras de Crédito Imobiliário)

São títulos de origem privada, emitidos por bancos e cujo lastro se situa no mercado imobiliário. Um dos aspectos que mais atraem investidores para essa alternativa é a que é isenta de Imposto de Renda, além de ter boa rentabilidade. O risco também é baixo, pois esse investimento é protegido pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito) se a aplicação for de até 250 mil.

LFT (Letras Financeiras do Tesouro)

São títulos como o LCI, porém de emissão do governo federal. Sua rentabilidade é atrelada à taxa Selic e os investidores podem adquiri-las pela internet através do programa de Tesouro Direto. Os riscos são baixos, tendo em vista que o credor é o próprio governo. É preciso atenção com as taxas de custódia, pois algumas instituições cobram valores altos, sendo interessante pesquisar bastante antes de fazer essa opção.

CDB (Certificados de Depósito Bancário)

São emitidos por instituições bancárias, com o intuito de captar recursos junto a investidores. Sofre incidência de Imposto de Renda, mas ainda assim pode ser uma alternativa viável, pois existem instituições que pagam um excelente valor. A rentabilidade usualmente é pós-fixada e os bancos, especialmente as maiores, são protegidos pelo FGC.

Isso é tudo o que você precisava saber chegar a 1 milhão de reais! Você já começou a poupar? Quer compartilhar a sua experiência? Deixe um comentário, quero saber a sua opinião!

Deixe aqui o seu comentário

comentários

Categories
Aposentadoria

Relacionados