Aprenda a fazer um planejamento financeiro para garantir seu futuro

O planejamento financeiro é o ponto de partida para quem deseja sair do endividamento, conseguir estabilidade, ter uma poupança e garantir um futuro tranquilo. Para que isso seja possível,...

O planejamento financeiro é o ponto de partida para quem deseja sair do endividamento, conseguir estabilidade, ter uma poupança e garantir um futuro tranquilo. Para que isso seja possível, é necessário adotar mudanças nos hábitos (principalmente de consumo). Pensando nisso, resolvi criar o artigo de hoje e oferecer algumas dicas que irão ajudar nessa tarefa. Continue com a leitura e confira agora mesmo!

Registre todas as suas receitas e despesas

Esse é o ponto de partida para iniciar um planejamento financeiro. O controle rigoroso das contas ajuda a compreender melhor como os gastos são realizados e quais os impactos de cada um deles nos seus ganhos. Para que essa análise seja ainda mais assertiva, vale a pena separar os custos por categorias, de acordo com suas características.

Além disso, é sempre bom lembrar que é necessário incluir principalmente os pequenos gastos, pois, devido ao fato de serem insignificantes, não são controlados e acabam absorvendo uma fatia considerável do seu salário. Muitas vezes eles são o motivo da famosa sensação de que o dinheiro sumiu.

Evite fazer compras por impulso

Por mais tentador que seja passar na porta de uma loja, ver um objeto de desejo e querer comprá-lo, esse hábito deve ser evitado. Para garantir o controle financeiro e evitar endividamento, é fundamental planejar as compras antes de fazê-las e saber, principalmente, se os valores delas não irão prejudicar o orçamento mensal.

Antes de fazer a compra, pergunte a si mesmo se você realmente precisa daquele item no momento (ou se a compra pode ser adiada), se existe a possibilidade de trocar por um produto similar (que possui um preço menor) e se o valor não compromete seus ganhos e os outros compromissos que você precisa cumprir.

Procure comprar à vista, sempre que possível

As compras parceladas também costumam ser grandes vilãs do planejamento financeiro. Isso acontece porque é muito fácil perder o controle das parcelas e, em médio e longo prazo, acabar com dívidas que extrapolem seus ganhos mensais.

Dependendo do tipo de compra, tente optar pelo pagamento à vista. Além de permitir maior controle dos gastos, isso aumenta seu poder de barganha e pode ajudar a conseguir bons descontos. Outro ponto importante sobre o pagamento em dinheiro é que, por pesar diretamente no bolso, muitas compras supérfluas acabam sendo evitadas, ajudando ainda mais a manter o controle.

Compare preços antes de comprar

Você se lembra de quando falei sobre evitar compras por impulso? Um dos problemas que essa atitude causa, muitas vezes, é pagar um preço maior do que o necessário por um item. Quando você avalia as opções com calma é possível encontrar alternativas de lojas, ou mesmo produtos similares que podem levar a uma economia satisfatória.

Evite utilizar o cartão de crédito

O cartão de crédito é um recurso que pode ser muito útil, principalmente em compras de valores muito altos e em situações de emergência. Porém, o uso indiscriminado pode comprometer completamente seu planejamento financeiro.

O grande problema disso é a sensação de liberdade, de que você pode comprar à vontade, que o cartão passa. Por não pesar diretamente no bolso, como a compra à vista, muita gente acaba perdendo o controle.

Crie metas de economia

Mesmo que o valor que você tenha disponível para começar a poupar seja pequeno, comece criando metas de economia. Elas ajudarão você a evitar gastos supérfluos e que podem atrapalhar o seu planejamento financeiro. O mais importante é que você seja capaz de poupar certa quantia por mês, que tende a crescer cada vez mais.

Para esse objetivo, utilizar a poupança é válido. Mas, em termos de investimentos (falarei mais, a seguir) não é a melhor opção para quem deseja uma rentabilidade maior.

Reserve uma quantia para emergências

Essa questão está, de certa forma, ligada às metas de economia. Além de estimular o hábito de poupar, isso é fundamental para que, nos momentos de aperto, não seja necessário recorrer a empréstimos (que possuem juros altíssimos) ou ao cartão de crédito.

Esse tipo de reserva ajuda a manter sua estabilidade financeira, além de garantir uma tranquilidade maior e dar a certeza de que você possui recursos para cobrir situações que não foram previstas.

Tente reduzir seus gastos

Esse também é um ponto muito importante a respeito do planejamento financeiro. Identificar quais são os gastos supérfluos e diminuí-los, ou mesmo cortá-los, ajuda a manter o plano, além de facilitar o controle financeiro.

Para isso, vale reduzir as refeições fora de casa, trocar produtos caros por outros similares (que possuem a mesma qualidade, mas com preços menores), renegociar valores de serviços (como TV a cabo e celular, por exemplo), entre outras medidas que ajudem a economizar.

Utilize uma planilha para controle e planejamento financeiro

Com tudo que já foi dito, posso dizer que é praticamente impossível fazer todos esses controles e planos “de cabeça”. Anotações também não são a melhor opção, pois, com o tempo, podem ficar confusas de entender. Para solucionar esses problemas, é simples: basta criar ou utilizar uma planilha de controle financeiro.

Nela é possível registrar as movimentações, definir metas, controlar gastos, avaliar resultados mensais e até mesmo fazer planejamentos de médio prazo.

Comece um investimento

Agora, com o planejamento financeiro criado, mudanças nos hábitos e metas de economia, o que acha de pensar em investir? Existem diversos tipos de investimentos, com os mais variados graus de risco e rentabilidade, que podem atender suas necessidades e desejos da melhor forma possível.

Em longo prazo, eles ajudam a garantir um futuro mais estável e previsível para você e sua família. Se você possui alguma dúvida a respeito dos tipos de investimentos, ou sobre qual valor pode investir, entre outros assuntos, procure ajuda especializada e saiba como aplicar melhor o seu dinheiro.

Um planejamento financeiro eficaz depende muito de mudanças de hábitos, definição de metas e, principalmente, de disciplina, para conseguir manter essas mudanças e o plano original. Porém, apesar de parecer difícil, qualquer pessoa pode iniciá-lo a qualquer momento, basta a consciência e a vontade de cuidar melhor das finanças pessoais.

Agora que você já sabe melhor como fazer um planejamento financeiro, aproveite para saber também por que você deve começar a investir agora mesmo!

Deixe aqui o seu comentário

comentários

Categories
Aposentadoria

Relacionados