5 melhores formas de Investimento para Aposentados

Trabalhar, contribuir com suas obrigações e se ver com dificuldades financeiras para manter o padrão de vida após a aposentadoria? Soa familiar? Pois essa é a realidade de boa...
5 melhores formas de investimento para aposentados

Trabalhar, contribuir com suas obrigações e se ver com dificuldades financeiras para manter o padrão de vida após a aposentadoria? Soa familiar? Pois essa é a realidade de boa parte dos aposentados brasileiros.

Sem entrar na questão da previdência e seu teto a ser pago para os aposentados, é possível reverter essa situação. Para isso, basta contar com investimentos. Escolhendo opções de curto e médio prazo que tenham liquidez e rentabilidade é possível complementar essa renda.

Quer saber como? Então veja a seguir as 5 melhores formas de fazer um investimento para aposentados.

 

CDB é uma ótima opção de investimento para aposentados

Tem algum dinheiro guardado e quer obter uma rentabilidade com segurança em um prazo que varia do curto ao médio? Então o certificado de depósito bancário pode ser a sua melhor escolha!

Nesse investimento, o investidor adquire títulos que servem para financiar as operações dos bancos, como os empréstimos. Como resultado, o banco paga o valor investido mais uma rentabilidade, que funciona como a remuneração.

Essa rentabilidade está atrelada ao CDI, um indicador econômico que pode ser seu aliado na hora de investir na aposentadoria. Há cobrança de Imposto de Renda segundo a tabela regressiva, mas também é possível escolher o seu nível de rentabilidade.

Normalmente, bancos maiores oferecem rentabilidade menor e bancos menores, rendimento mais satisfatório associado ao risco. Pense em um CDB que tenha sido feito em um grande banco nos últimos 12 meses. Nesse caso, ele teve um rendimento aproximado de 14% no período.

 

Fundos de renda fixa são opções mais seguras

Estando aposentado, você não vai querer se preocupar com os riscos de perder o dinheiro que juntou, certo? Sendo assim, os fundos de renda fixa são ótimas opções para quem deseja aplicar o dinheiro com segurança.

No caso de fundos DI, por exemplo, os recursos são aplicados em diferentes opções de investimentos de renda fixa. Normalmente, eles são pós-fixados e seguem o CDI. A grande vantagem de fazer esse investimento é que você diversifica a sua carteira de maneira segura e rentável.

Considere uma quantia de R$ 10 mil aplicada por 24 meses em um fundo DI de rentabilidade 14,13%. Ao final do período você terá um valor de R$ 12.402,22, superando outras aplicações, como o próprio CDB.

 

Fundos de investimento imobiliário complementam a renda

Quando se fala em investimento para aposentados, uma das coisas que vêm à cabeça é o complemento da aposentadoria, não é? O fato é que o valor mensal da aposentadoria dificilmente cobre todas as despesas do período. Assim, o investimento pode funcionar como uma forma de obter recebimentos mensais que complementem a renda.

Sendo esse o objetivo, um dos melhores investimentos é o realizado em fundos de investimento imobiliário. Nesse caso, os recursos são administrados por um profissional que faz a aplicação em diferentes ativos imobiliários.

Você recebe os recursos de acordo com a performance dos investimentos, mas fica menos dependente de um só investimento. Isso permite complementar a aposentadoria do jeito certo.

Pense em um fundo que tenha uma cota com custo de R$ 100,00. Se o retorno é de R$ 0,80 a R$ 1,00 por cota, a rentabilidade é de 0,8 a 1% mensais. No geral, isso está de acordo com investimentos mais tradicionais. A grande vantagem é que ele oferece pagamentos mensais, o que aumenta a liquidez.

Nesse sentido, inclusive, é uma opção muito mais vantajosa do que o investimento em imóveis, puramente. Sem imobilizar o seu dinheiro em um único imóvel, não é necessário lidar com problemas como desvalorização ou busca por interessados.

 

LCI é a poupança turbinada

Por falar em imóveis, outra possibilidade de investimento para aposentados consiste nas Letras de Crédito Imobiliário (LCI). Ao fazer esses investimentos você, basicamente, se torna um financiador de diversas ações de estímulo ao mercado imobiliário em geral.

O rendimento desse investimento é atrelado ao CDI, não sendo incomum encontrar papéis com rendimento acima de 90% do índice. A grande vantagem é que ele é totalmente isento de Imposto de Renda e funciona como uma poupança turbinada.

Esse investimento é mais indicado para quem já tem uma grande quantia guardada. Isso porque o investimento inicial pode ficar entre R$ 100 mil a R$ 300 mil. Até R$ 250 mil, o investimento tem a garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Com isso, considere o cenário de investir R$ 100 mil em uma LCI com rentabilidade fixada de 96% do CDI. Em 24 meses, é esperado que você tenha mais de R$ 127 mil como montante acumulado.

 

Tesouro Direto te transforma em credor do governo

Para aposentados e ativos, o Tesouro Direto também é uma opção bem vantajosa. Ele é um investimento de renda fixa considerado bem superior à poupança, por exemplo.

Nesse caso, você adquire títulos de dívida pública e se torna credor do governo para que ele possa realizar ações diversas. Como o governo é considerado um bom pagador, o risco é mais baixo e a rentabilidade, satisfatória.

Apesar da cobrança de Imposto de Renda pela tabela regressiva do IR, o investimento inicial pode partir de R$ 30,00. Além disso, algumas formas desse investimento oferecem o pagamento semestral de juros, o que ajuda a complementar a renda.

Em geral, para o curto e médio prazo a opção mais indicada é o Tesouro SELIC ou LFT. Ele é associado à taxa de juros Selic. Em um período de juros altos, como vem acontecendo no Brasil, dá para surfar na onda e aproveitar a rentabilidade.

Para ilustrar, pense na aplicação de R$ 15 mil no LFT por 24 meses. Com a taxa de juros na casa dos 14,75%, ao final do período você terá quase R$ 19 mil disponíveis.

As melhores formas de investimento para aposentados são variadas. Para os mais conservadores há o CDB e Tesouro Direto. Já quem estiver em busca de melhores resultados, há os fundos imobiliários e a LCI. Independentemente da sua escolha, não vá cair na besteira de contar apenas com a poupança, certo?

 

Qual é a melhor opção para o seu perfil? Conte nos comentários!

Deixe aqui o seu comentário

comentários

Categories
Aposentadoria

Relacionados